A VIDA É BELA?

(Leitura estimada em 4 minutos)

“NOSSA! DEVE SER SÓ ALEGRIA VIAJAR PELO MUNDO, NÉ?

NÃO.

E a resposta poderia ser “não” para muitas perguntas com diferentes contextos que não sejam apenas relacionados a viagem (como é o nosso caso).

Independente do contexto que você vive; independente do tamanho da sua conta bancária; independente do seu sucesso perante fãs ou qualquer outro denominador de sucesso… você sempre estará exposto a 03 aspectos que são cruciais para lhe mostrar quão instável é a vida!

Estes três aspectos são pontuados por Phil Stutz, psicoterapeuta, que é o principal personagem do documentário Stutz – disponível no Netflix – os 3 aspectos são:

DOR, INCERTEZA E TRABALHO CONSTANTE.

Independente de qualquer sucesso que você alcançar, você nunca estará livre destes três aspectos em sua vida: dor, incerteza e trabalho constante. Ainda de acordo com Phil, o grande erro do ser humano é achar que, se ele atingir determinado nível de sucesso, ele consegue livrar-se da dor, da incerteza e do trabalho… mas a verdade é que ninguém está livre destes 03 aspectos da vida pois isso é algo inerente ao ser humano.

(3 aspectos da realidade: dor, incerteza e trabalho constante)

Criamos falsas expectativas e queremos evitar e desviar de 03 aspectos que são simplesmente aqueles que nos tornam humanos. É estranhamento irracional, não?

Obviamente – ninguém quer sentir dor, tampouco estar incerto o tempo todo e muito menos trabalhar incessantemente para sempre. Contudo, o que o Phil traz a tona é que estes itens fazem parte de nossa essência enquanto seres humanos e, portanto, deveriam ser naturalizados em nossas histórias de vida.

(Phil Stutz no documentário)

Na vida real, a gente observa que fazemos justamente o contrário – nós fugimos e tentamos fechar os olhos para eles – e é justamente nestas incongruências da vida onde surgem muitas enfermidades mentais. 

Nesta viagem, estamos nos vendo obrigados a conviver diariamente com a dor, a incerteza e com o trabalho constante.

DOR: Sentimos a dor da saudade das pessoas que estão longe, principalmente da família; sentimos a dor da ansiedade; sentimos a dor do desgaste da convivência diária; sentimos a dor da partida de e de muitas despedidas. Sentimos vários tipos de dores…

(Vini na lagoa Cuicocha, Ecuador)

INCERTEZA: Sentimos a incerteza do desconhecido; da instabilidade politica por muitos lugares por onde passamos; da flutuação da moeda dos locais por onde estamos… a vida na estrada nos lembra TODOS OS DIAS que você vive imerso à incerteza. Já fizemos planos num dia e no outro tivemos que mudá-lo completamente e há muitos exemplos como este num diário de viajantes. 

(Uma das diversas fronteiras por onde passamos – fronteira Ecuador-Colômbia)

TRABALHO CONSTANTE: Convivemos diariamente com o trabalho constante. Temos uma casa em formato de carro e temos nossas atividades do dia a dia que acabam tornando-se um pouco mais difíceis quando estamos na estrada.. somos duas pessoas no meio do mundo. E de quebra, ainda temos um cachorro enorme que requer atenção constante. Se nós não fizermos o trabalho que há de ser feito, quem o fará por nós? Numa vida “normal”você consegue pensar em contratar ajuda, comprar equipamentos ou robôs… mas nesta vida que vivemos, isto não é uma opção. 

(Imprevistos da viagem: pneu furado no meio do nada)

O fato é que esta viagem nos aproximou demais destes 03 aspectos inerentes ao ser humano. E muitas vezes, nos pegamos pensando: mas será que a vida não seria melhor se eles não existissem ou não fossem tão presentes?

E para responder a esta pergunta, eu lhe faço um convite: tire um minuto agora e pense se a vida seria melhor se não existisse a dor, a incerteza e o trabalho constante…?

Será se não são estes elementos que nos permitem experimentar os sentimentos mais positivos de nossas vidas? Será que não é por que eles existem que estes outros sentimentos positivos tornam-se tão sublimes?

Fica a reflexão.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: